Técnica da Água

15 de setembro de 2009



Pintar com aquarela e surfar uma onda são atividades que se conectam em uma mesma essência: fazer arte com a água. Adepto destas duas atividades, André Côrtes é um dos artistas plásticos brasileiros que melhor conseguem traduzir o espírito do surf para a pintura, com uma sensibilidade aguçada pela paixão genuína pelas formas do mar.



Em representações como uma onda quebrando perfeita e solitária, o pai ensinando o filho a ficar em pé sobre uma prancha e o bodysurfer se encaixando em um tubo perfeito, a arte de André contribui para materializar o universo imagético do surf, em criações que evidenciam com propriedade alguns dos elementos mais significativos da cultura que envolve a prática de deslizar sobre as ondas.



Com projetos realizados para a indústria do surf, ilustrações em filmes e videoclipes, além da participação constante de exposições relacionadas ao surf, André também exerce um interessante trabalho de pesquisa e resgate de manifestações culturais e religiosas afro-brasileiras, além de atuar como professor universitário, repassando os seus conhecimentos para as novas gerações de artistas nacionais.



Na entrevista a seguir, o artista carioca, conhecido pelos amigos como Cinquentinha, conta ao Surf & Cult um pouco mais sobre o seu trabalho, influências e sua visão sobre o papel da arte no surf e na educação:

1 - Fale sobre a sua formação profissional e a sua relação pessoal com o surf?

Sou artista plástico, ilustrador, formado em desenho industrial e mestre em design pela PUC-Rio onde atualmente dou aulas de desenho e de projeto.

Meu processo de investigação plástica se deu a partir da relação com o mar, da fascinação por seus movimentos, cores e simbologia. Surfar e pintar tem sido, desde então, meios de buscar uma conexão mais profunda com o elemento água nos aspectos físico, mental e espiritual.

2 - Quais as tecnicas de desenho e pintura que mais te atraem? Como você desenvolveu o teu estilo próprio?


O meio de expressão com o qual desenvolvi maior proximidade foi a aquarela, a técnica da água.



3 - Quais trabalhos profissionais relacionados ao surf você já realizou?

No mundo do surf trabalhei desenhando estampas para a Veltra e para a Art in Surf, participando de todas as edições da Mostra surf de arte promovida pela revista Alma Surf. Também fiz as ilustrações para o filme Quintal de Casa da Hang Loose, e aquarelas para animação de um vídeoclipe da Paula Toller e Donnavon Frankenreiter.



4 - Como você enxerga a cultura do surf no Brasil e no mundo? Quais as referências artisticas que te inspiram neste universo?


Acredito que o que chamamos de cultura surf no Brasil ainda está muito vinculado ao que este conceito representa para outras comunidades do surf estrangeiro. Acho que ainda apresentamos dificuldade grande em assumir uma identidade particular e insistimos em seguir modelos. Penso também, por outro lado, que o lugar da arte na educaçao do nosso jovem deixa muito a desejar, fazendo com que a produção e o consumo de cultura não estejam vinculados a manifestações de expressão artística locais.

Minhas maiores referências vem do mundo da arte e da cultura popular, meu mestre Urian Agria de Souza, pintor, paraense, grande amante das águas e da cultura negra, Caribé, e tantos artistas que voltaram seus olhos para a nossa terra e nossa gente.



5 - Quais os seus projetos para o futuro, dentro e fora do universo do surf?

Atualmente tenho voltado minha pesquisa plástica para a cultura negra, divindades das religiões afrobrasileiras, manifestaçõeses da cultura popular. (n/e: o trabalho pode ser conferido da abertura da série Ó Paí Ó da rede Globo, produzida pelo Grupo Sal)



6 - O que mais gosta de fazer quando não está pintando ou desenhando?


Tenho trabalhado em projetos vinculados a comunidades de origem negra através de parcerias com pontos de cultura como Associaçao de moradores do Quilombo de Campinho da Independencia em Paraty e Jongo da Serrinha em Madureira no Rio de Janeiro. Tenho planos de atuar na area editorial atraves da produção de pinturas para livros de arte, exposições, vídeos, animações relacionadas ao universo da cultura regional.


André em ação - Grumari - set 09

Contatos:

coroflot.com/salyagua

salyagua.blogspot.com

2 comentários:

Luis Fernando Mizutani disse...

Ótimo artista mesmo! Muita sensibilidade e total feeling do surfe.

Anônimo disse...

legal

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails