A Onda do Ano

14 de fevereiro de 2022



No fim de janeiro deste ano foi ao ar o episódio final do concurso "Onda do Ano - 51 Ice" que premiou  a melhor onda surfada no Brasil em 2021 nas categorias masculina e feminina com um expressivo premio de R$ 65 mil cada, divididos entre o surfista e o videomaker vencedores.  

Promovido pela marca de bebidas do mesmo nome e veiculado pelo Canal OFF, o concurso teve como vencedores o big rider Pedro Calado, com uma onda surfada em Itacoatiara filmada por Matheus Couto e a jovem promessa Laura Raupp, numa onda na Praia Mole filmada por seu pai Gustavo Raupp. Assista aqui ao episodio.



Bastidores do episodio final


Ao longo desta jornada, participei como produtor e cinegrafista dos episódios mensais gravados a partir do mes de agosto, que traziam os surfistas e apresentadores Fabio "Fia" Gouveia e Marina Werneck analisando as melhores ondas do mes e interagindo em gravações de surf e passeios em picos como a Lagoa do Peri e as praias do Matadeiro, Riozinho, Barra da Lagoa e Caldeirão, aqui em Floripa - e a presença de convidados como a surfista Jacqueline Silva e o juiz de surf Flavio Caldas.



 

Ao lado dos velhos parceiros cinegrafistas Antonio Zanella e Fabiano Sperotto - além do tecnico de som Lucas Tesser no ultimo episodio -, as gravações transcorreram sempre com alto astral, apesar das restrições da pandemia, contando com o bom humor característico do mestre e amigo Fia, que já conheço de longa data, além da simpatia e o talento como apresentadora da Marina, com quem ainda não havia trabalhado. Juntos eles formaram uma  dupla afiada e divertida nos comentários, o que facilitou muito as gravações.




No conteúdo do programa temos uma interessante compilação dos melhores swells do ano por todo o litoral brasileiro contando com a participação democrática de surfistas de todas as idades e experiencias, desde o campeão mundial Italo Ferreira nas clássicas esquerdas da Cacimba do Padre, até moleques e meninas de menos de 12 anos surfando a onda da vida em seu pico local. 

 



Fia e Marina em ação


Os juízes profissionais Flavio Caldas e Icaro Cavalheiro tiveram a dura de missão de escolher a melhor entre tantas boas ondas em condições tão diferentes, onde comparar um tubo com um aéreo acaba levando a subjetividade a uma dificil equação - me parece que para as próximas edições poderia-se pensar em dividir o premio em mais categrias como "melhor tubo"e "melhor manobra". Mas, no fim das contas, achei que o premio acabou ficando em boas mãos, valorizando a técnica e atitude nos tubos de Pedro Calado e a constancia e disposição da Laura Raupp.  

 

Agradeço ao produtor e roteirista do programa Flavio Sinkus, que ajudou a direcionar remotamente as gravações partir de São Paulo, pela confiança no trabalho, cujo resultado foi veiculado na tv e pode ser conferido na página do Canal OFF no youtube. E parabéns também para a 51 Ice pela interessante iniciativa que mobilizou surfistas e videomakers de todo o Brasil.

 


 Confira alguns conteúdos dos episodios neste link

 


Nas Ondas dos Lençóis

21 de dezembro de 2021

 O documentário “Nas Ondas dos Lençóis” é uma produção da Scult Filmes que acompanha uma expedição do surfista Fabio Gouveia pelo Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, uma das últimas fronteiras do surf no litoral brasileiro.

 


Ao lado de surfistas locais liderados por Alvaro Bacana, o mestre Fabinho explora a beleza natural das paisagens encontradas, marcada por dunas e lagoas a perder de vista, em uma narrativa divertida e despretensiosa, que resgata o espírito de aventura e exploração dos primórdios do surf.

 

A expedição aos Lençóis contou com o apoio da Federação Maranhense de Surf - FEMASURF e da Secretaria de Turismo do Estado do Maranhão, entre outros apoiadores. As gravações ocorreram no final do mes de abril, e por questões financeiras, o versátil cinegrafista Renato Tinoco ficou encarregado de captar as imagens sozinho, enquanto eu fiz a edição do material nos meses seguintes aqui em Floripa e tive que adiar o sonho de conhecer os Lençóis Maranhenses.

 


No dia 04 de novembro o filme teve sua estréia oficial em Portugal, dentro da programação do prestigiado festival de cinema Surf At Lisbon, com uma exibição na sala principal do tradicional Cinema São Jorge em Lisboa, o que foi motivo de muito orgulho e alegria.

 

Na semana seguinte, no  dia 11 de novembro, fizemos uma festa oficial de lançamento em Floripa, com exibição do filme numm telão na Casa Soulmar em Floripa, que contou com a presença de bom público e dos realizadores e foi seguido de um show da banda Shelter Dogs. Em breve espero poder anunciar novas exibições do filme agora na TV a cabo.

Vale destacar que filme `Nas Ondas dos Lençóis` faz parte de um projeto maior que desenvolvi com Fabinho e que estaos tentando viabilizar desde a exibição da nossa serie de tv `A Onda é se Divertir` em 2019 no Canal OFF. Infelizmente a pandemia e as contingencias financeiras interromperam a continuidade da série e a concretização deste novo projeto, restando este filme independente como a única produção audiovisual lançada pela Scult Filmes em 2021.

 

 

Mas o projeto segue de pé, esperamos que 2022 traga bons ventos para que possamos conseguir o apoio necessário para começar levar a ideia adiante.


“NAS ONDAS DOS LENÇÓIS” - 36 mins

Ficha Técnica:

Produção: Scult Filmes
Direção e Edição: Luciano Burin
Imagens: Renato Tinoco
Produção Local: Alvaro Bacana e Gleydson Serafim
Tratamento de Cor: Fabiano Sperotto
Trilha Sonora: Daniel Arena e outros



Participação:
Fabio Gouveia, Alvaro Bacana, Eduardo  Lobato, Flávio Marão, Marcelo Vaz (Piu Piu), Paulo Encarnação, Gleydson Serafi, Ricardo  Ataíde, Alankardec Queiroga, Arthur Victor (Kadu Paquinha), Patrick Buna, Arlindo Pereira Filho, Fernando Rocha, Gleyson Gadelha Melo, Hamilton Ferro Jr,
Mayron Guimarães, Meireles Júnior, Glauco Vaz, Tylan Lisboa, Markus Trinta, Alexandre Melo, Raimundo Fernandes Júnior




 

 

Pai Possível

8 de agosto de 2021


 

 

 

 

 

 

 

 

Dia dos pais com sol de inverno.
Na praia vazia, o cãozinho dispara pela areia dura,
seguido pelo guri e o pai atrás.
Um automóvel atinge o cão e segue viagem.
O guri congela. O pai os alcança.
Apoiando a muleta na perna que falta,
Nos braços ele embala o cão morto e o filho que chora.


Texto produzido durante uma oficina de microcontos da escritora @cintiamoscovich em 2020. Baseado em fatos reais.

 

 

10 anos de Scult

23 de abril de 2021

 


Para comemorar os dez anos de fundação da produtora Scult Filmes, disponibilizamos o documentário "A Pedra e o Farol" para visualização gratuita no nosso Canal do Youtube. Assim, o filme lançado em 2016 ganha a mais democrática janela de exibição possível, após ser exibido nos últimos anos em mostras, festivais e na tv a cabo, atendendo aos muitos pedidos que recebi de quem ainda não assistiu.

A Scult Filmes foi fundada em fevereiro de 2011, após eu ter sido contemplado no Edital de Cinema de Santa Catarina para a produção do documentário "Pegadas Salgadas" lançado no ano seguinte. De certa forma, criar uma produtora audiovisual foi um desdobramento natural do trabalho jornalístico e literário ligado ao surf, iniciado com a ideia deste blog Surf & Cult, lançado em junho de 2009.


com Antonio Zanella e Fabio Siebert nas gravações de Pegadas Salgadas em Floripa, 2011

De lá pra cá, além de "Pegadas Salgadas" (2012) e "A Pedra e o Farol" (2016) e alguns projetos menores de curta-metragens- além de tantos outros que não se concretizaram, no currículo a Scult destaca-se a o documentário independente "Shapes & Fia."(2017), a semente do viria a ser a série "Fabio Gouveia: A Onda é Se Divertir", produzida pela Scult junto com o Canal OFF e exibida em 13 episódios semaanis em 2019.

Luciano Burin e Marcos D'Elboux nas gravações de A Pedra e o Farol em Laguna, 2014

Embora o surf tenha sido o tema de principal identificação da Scult ao longo desta última década, a ideia foi sempre expandir o escopo de conteúdo da produtora para outros temas e estéticas fora do surf - como a produção de videoclipes musicais eu catálogo de fotografias históricas Gentil Memória desenvolvidos no ano passado. 

Assim, neste ano de 2021 estou finalmente tirando do papel, de forma independente, a primeira produção da Scult no gênero animação, além do desenvolvimento de um projeto de longa-metragem de ficção, a partir de recursos do Prêmio Municipal de Cinema do Funcine em Florianópolis. Novos desafios para seguir expandindo e produzindo obras culturais num cenário político desolador, onde a indústria audiovisual sofre um tenebroso processo de desmonte e perseguição, baseada num obscurantismo nefasto.

 

Luciano Burin e Marcos BG nas gravações de A Pedra e o Farol em Jaguaruna, 2015

Termino esta postagem autoreferencial (como tantas deste blog) agradecendo a todos os profissionais, amigos, parentes e personagens que participaram de alguma forma nas produções da Scult ao longo desta década, em especial o designer e parceiro de criação Marcos BG, os cinegrafistas Antonio Zanella, Marcos Vinicius D'Elboux e Rafael Ribeiro, os produtores Tiago Santos e Gustavo Migliora, o mestre do som Léo Gomes, além do surfista Fabio Gouveia, "personagem curinga" que participou das principais produções da Scult. 

 

Equipe Scult com Fabio Gouveia e Kai Lenny gravando a série "A Onda é Se Divertir" no Havaí em 2017

E também nomes como Fabiano Sperotto, Guilherme Reynaldo, Pietro França, Felipe Queiroz, David Mendonça, Loic Wirth, Fabio Siebert, Renato Tinoco, Guilherme Vieira da Silva, Lucas Garcindo e Manuel Cabral, que com seu talento e sua arte, ajudaram a criar as obras audiovisuais produzidas pela Scult Filmes. Que venham os próximos 10 anos! 


Primeira diária do filme Pegadas Salgadas em Floripa, 2011


 


 

Faróis do Brasil

20 de abril de 2021



No ano passado fui convidado a gravar uma entrevista para a série "Faróis do Brasil" exibida na TV Brasil, que, como o nome diz, percorre o litoral brasileiro mostrando os principais faróis do país.

O mais recente episódio exibido foi sobre o Farol de Santa Marta e, para a minha surpresa, contou com muitas imagens do documentário "A Pedra e o Farol" da Scult e alguns depoimentos meus, contando sobre a produção do documentário e a minha relação com o farol e a Laje da Jagua. 


Na conversa com a diretora da série Ingrid Gassert foi interessante constatar que a inspiração para o programa "Faróis do Brasil" veio do belo livro "Luzes do Novo Mundo - A História os Faróis Brasileiros" de Ricardo Siqueira e Ney Dantas. Isto porque foi neste mesmo livro que descobri que o Farol de Santa Marta emitia uma luz vermelha para alertar os navegantes vindos do sul que eles estavam em rota de colisão com a Pedra do Campo Bom. E assim surgiu a ideia de contar a história da região a partir da relação entre estes dois marcos geográficos, que resultou no documentário "A Pedra e o Farol".


O episódio da série Faróis do Brasil registrou ainda a pesca artesanal com os botos pescadores na Barra de Laguna e muitas cenas de dentro do incrível aparelho lenticular do farol. Agradeço a toda equipe do programa pelo espaço e divulgação do eu trabalho e do filme "A Pedra e o Farol", que em breve estará disponível para visualização gratuita no Youtube.


 O episódio completo está disponível neste link!

Related Posts with Thumbnails