Homem Livre

22 de julho de 2011



O australiano Shaun Freeman faz jus ao seu sobrenome - que na tradução para português seria "homem livre". Aos 31 anos de idade, ele empreendeu uma vida nômade que lhe permite expressar a sua vocação artística, percorrendo as estradas da generosa costa leste australiana ao lado de sua companheira Linda. No caminho, eles buscam capturar em imagens a beleza do surf, das paisagens e das pessoas que encontram - além de realizar outras atividades manuais e criativas, como desenho e construção de móveis.

Motivado pela inspiração retrô de produções como An Aquatic Home Movie e With Eyes We Ride Beside entrei em contato por email com Shaun, quando ele estava na cidade de Lismore perto da paradisiaca Byron Bay, onde começou a trabalhar em uma fazenda de vegetais. Com a simplicidade de quem busca uma vida ligada aos valores mais essenciais de bem estar a partir do contato direto com a natureza, ele concedeu a seguinte entrevista ao Surf & Cult:



1 - Como você iniciou e desenvolveu a sua relação com o surf e com a produção de filmes e fotografia?


Eu não cresci perto da costa, mas lembro de ter visto imagens quando eu era jovem de Rabbit (Wayne Bartholomew) e Michael Peterson em Kirra naqueles tempos - surfando aqueles cilindros cristalinaos ... aquilo pirou a minha mente, então, quando eu e minha família nos mudamos para a costa eu dei vazão a esse desejo e comecei a fazer bodysurf com meu pai e depois tive a minha primeira prancha aos 16 anos - e tudo o que fazia era surfar. E isso tem sido praticamente o amor da minha vida desde então... isso e minha garota é claro! (risos)



Eu sempre fiz arte desde que me conheço por gente, mas apenas em um nível pessoal, não para qualquer um... até por medo (risos) Eu comecei a me interessar por imagens em movimento na escola, mas eu estava surfando muito e isso era tudo o que realmente importava para mim naquela época.

Quando fui para a Europa em 2003 eu comecei a levar isso um pouco mais a sério grave e, em seguida, morei em Marrocos durante seis meses trabalhando como um guia de surf. Eu estava tirando fotos todos os dias e, em seguida, isto só cresceu e cresceu até o ponto em que agora eu estou fazendo algo todos os dias, seja imagens still (fotos) ou imagens em movimento. Levou muito tempo para que eu me sentisse confortável o suficiente comigo mesmo e com minha arte para mostrar aos outros.



2 - Fale um pouco sobre onde você vive, gosta de surfar e demais atividades que realiza?

Há cerca de 08 meses atrás eu e minha namorada vendemos tudo o que possuíamos e começamos a viajar a Austrália em nossa van chamada Fanny. Estamos estacionado em Lismore, neste ponto de nossas viagens. É uma área rural que fica a aproximadamente 30 minutos da costa de Byron Bay.



O lugar é legal, com uma vibração do campo e eu tenho um grande estúdio para poder me soltar e fazer coisas e dar vazão a todas essa energia criativa que cresce dentro de mim. Há tantos bons picos de surf nesta parte do da costa para que eu dou uma checada e decido onde vou surfar e em seguida volto para o meu estúdio. Quando eu não estou fazendo isso, eu estou tirando fotos, filmando, desenhando e construindo coisas.




3 - Em relação as suas produções de filme, conte-nos um pouco sobre o conceito por trás destes trabalhos?


O conceito para mim cresce junto com o processo. Eles trabalham juntos. Eu gosto de ser espontâneo e deixar os momentos se desenrolarem. Ambos os filmes, são curtas que foram filmados enquanto eu estava viajando e encontrando amigos ao longo de diferentes partes da costa, fazendo novos amigos e visitando lugares bonitos. Na sala de edição eu apenas tento retratar e como eu me sentia nesses momentos e como eu enxergo as coisas.



4 - Há uma clara sensação retro em seus trabalhos que de alguma forma capta a essência do surf. Quais são suas principais inspirações e que tipo de equipamento que você usa e personagens você gost de retratar?

Eu sinto que o retrô deu uma volta completa e agora é o presente. Não é mais tanto uma coisa velha. É incrível ver o que está acontecendo com o design de pranchas, o surf e a arte, e com isso em mente, é realmente difícil dizer o que a essência do surf porque ela atinge de forma tão diferente a tantas pessoas diferentes. Eu sou inspirado pela energia ao redor de mim, seja ela vinda da mãe natureza, de pessoas, da música, da arte, dos amigos, da família e o mundo ao meu redor, eu poderia seguir falando e falanfo sobre inspiração...



Com a fotografia eu uso principalmente de filme 35mm em um par de câmeras diferentes (SLR e manuais) Eu gosto de usar velcidade 200 para imagens coloridas e velcoidade 400 em preto e branco. Para imagens em movimento que eu estou usando um 7d com múltiplas lentes. Eu apnas gosto de retratar boas vibrações vindo de pessoas boas.



5 - Quais são seus planos futuros? Algum novo filme no horizonte?

Toda vez que eu termino um filme de curtametragem eu digo pra mim mesmo: "Pronto, agora eu quero fazer um filme de longa-metragem!" Eu não tenho certeza se será o meu próximo filme ou não, mas que é algo que eu realmente gostaria de fazer. No momento eu estou fazendo mobiliário reciclado e trabalhando em um outro show solo, talvez no final do ano, apenas incorporando tudo o que faço.



Confira mais sobre o trabalho de Shaun Freeman aqui.

Um comentário:

Michel Soares disse...

Que massa!!!

Entrar no seu site hoje, e conhecer esse cara e o estilo de vida que ele leva me fez muito bem! me deus esperança...

Me identifiquei muito com o cara, a forma que ele vive é quase como eu sonho viver minha vida. Estou pensando maneiras de como tornar isso realidade...

Muito bom seu site, também me identifico com você.

Obrigado, Abraço.

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails